terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Padre maranhense é preso por se recusar a realizar casamento gay

Quando os homossexuais começaram a receber permissão do governo para se casarem, afirmavam que era o suficiente. Muitos dos líderes desse movimento diziam que a cerimônia religiosa não era importante. Pouco a pouco algumas denominações foram cedendo e começaram a realizar casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Com tais privilégios garantidos, dois homens denunciaram um padre da cidade de Caxias por se recusar a realizar o casamento dos dois, o acusando de homofobia. A Promotoria de Justiça da cidade pediu a prisão temporária do padre da igreja católica matriz. Para a promotora Paula Leiz, a atitude do padre foi homofóbica e intolerante, ao dizer que sua moral e religião não permitira a realização do casamento.
Os dois rapazes comemoraram a prisão do padre e afirmaram que irão continuar a denunciar qualquer líder cristão que se negar a realizar cerimonias de casamento homossexuais.

"Nós somos a resistência, iremos lutar contra qualquer forma de preconceito e intolerância., nenhuma religião está acima de nossa causa." Disse um dos rapazes em entrevista a um canal de Tv local.

O padre, cujo nome não será revelado por motivos de integridade, segue preso aguardando julgamento que poderá acontecer na próxima segunda feira (05).

Fonte: Blog do Ezequiel Neves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.