segunda-feira, 6 de novembro de 2017

MONSTRO! Assassino confesso diz que amarrou sacola plástica na cabeça da menina Alanna ao cometer abuso

O assassino confesso Robert Serejo, de 31 anos, contou todos os detalhes à polícia de como matou a menina Alanna Ludmilla. Ele disse que a menina gritou e tampou a boca dela com a mão. Em seguida amarrou uma sacola plástica na cabeça da criança e depois cometeu abuso sexual.

Alanna Ludmilla morreu asfixiada e depois foi enterrada no quintal de casa. O corpo dela estava em um cova rasa coberta por entulho de material de construção, como telhas.

O ex-padastro falou que, no dia do crime, pulou o muro da casa da vítima e conseguiu entrar porque tinha uma cópia da chave. Ao entrar na residência, encontrou a menina sozinha.

Robert também confessou que sabia que a mãe da criança não estava na casa e informou que agiu sozinho durante todo o crime.

Alanna Ludmilla foi encontrada morta por vizinhos em uma cova rasa no quintal da sua casa, na manhã dessa sexta-feira (3). A menina estava com as mãos amarradas para trás e com um saco plástico na cabeça. O laudo oficial da perícia ainda não tem data definida, mas deve ser divulgado nos próximos dias.

Por Luis Pablo