quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Suspeitos de assaltar Banco do Brasil da cidade de Codó são presos em Teresina

A Secretaria de Seguraça do Piauí, através da Polícia Civil do Piauí prendeu na noite de terça-feira (19), 7 pessoas, sendo seis homens e uma mulher, acusados de explodir e assaltar as agências da da Caixa Econômica Federal (CEF) da avenida Barão de Gurgueia, na zona Sul de Teresina, e do Banco do Brasil (BB) do município de Codó (MA).

Foram apreendidos ainda dinheiro, armas, munições e material explosivo que seriam utilizado em novas ações criminosas do grupo.

Os presos foram levados para a Central de Flagrante e todo material apreendido foi levado para a sede do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado), na zona Sul de Teresina. O secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu, declarou que em depoimento, os presos dão conta de quais os locais agiram e que já são reincidentes no crime de explosões de caixas eletrônicos e agências bancárias.

Nós temos instrumentos e provas suficientes que comprovam a participação desses indivíduos em pelo menos duas explosões a bancos. Eles estariam utilizando esse material para explodir os bancos e agora vamos apresenta-los para a sociedade”, disse.

O secretário disse que os acusados de assalto foram Diego Henrique da Silva Moura, Warlon Thierry de Sousa Pinto, Darlene de Oliveira Lopes Miranda de Aguiar, Júlio César Ferreira Filho, Cássio Magno Melo Duarte, Antônio Sousa Silva, conhecido como “Nego Teixeira” e Cláudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda.

O delegado Gustavo Jung, do Greco, disse que vários integrantes da quadrilha de assaltantes em uma casa do Residencial Torquato Neto, na zona Sul de Teresina, onde foram apreendidos explosivos, rojões, dinheiro, balança de precisão, luvas, máscaras, capas de proteção, pistolas e várias munições.