terça-feira, 26 de setembro de 2017

Polícia Civil prende acusado de matar pai de juiz

Portal o Dia
A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios, prendeu na tarde desta segunda-feira (25) um dos acusados de ter cometido o latrocínio – roubo seguido de morte – contra o senhor Severino Lima, no bairro Bela Vista I, zona Sul de Teresina. Severino era pai de um juiz do Estado do Maranhão e estava na porta de casa, tocando flauta, quando foi abordado pelos criminosos.

O acusado foi identificado pela Polícia Civil como sendo Mateus Mendes da Silva, de 18 anos. As informações dão conta de que Matheus mora na região da Vila Tiradentes, mas foi preso na casa de familiares na cidade de Nazária, onde estava escondido.

De acordo com o delegado Danúbio Dias, responsável pelas investigações, Matheus, junto com um comparsa que não teve a identidade revelada, faziam uma série de assaltos pela zona Sul de Teresina no dia em que acabaram matando Severino Lima. "Antes do latrocínio, eles haviam roubado um uma mulher que estava acompanhada da filho, um criança. Ambos andavam armados, tanto o Matheus, quanto seu comparsa", afirma o delegado.

O revólver utilizado para matar Severino era um calibre 32 e de acordo com a polícia, Matheus atirou alegou que atirou porque confundiu a flauta que a vítima tocava com uma arma e pensou que ele iria reagir à abordagem. É o que explica o agente da Delegacia de Homicídios, Lourival Neto. "O Matheus contou no depoimento que o senhor Severino fez menção de levantar quando eles anunciaram o assalto. Nisso, ele pegou na flauta, que estava do lado dele, próximo à cintura. Os assaltantes pensaram que era uma arma e o Matheus atirou uma única vez e no peito da vítima", relata o agente.

Ainda segundo Lourival, Matheus não esboçou qualquer reação quando foi preso e estava visivelmente sob efeito de entorpecentes. O rapaz de 18 anos não tinha antecedentes criminais, até então, mas possuía um histórico de envolvimento com drogas. Com relação ao comparsa de Matheus, que pilotava a motocicleta usada na fuga, a polícia disse já ter sua identificação, mas preferiu não informar o nome porque ainda está em diligências para prendê-lo.

Entenda
Severino Lima, de 77 anos, foi atingido com um tiro no peito e acabou morrendo no local. A dupla, que estava em uma motocicleta, fugiu sem levar nada da vítima. O crime aconteceu no último dia 18 de setembro.


Por: Maria Clara Estrêla e Nathalia Amaral