segunda-feira, 25 de setembro de 2017

"Matei ele porque me olhou diferente” diz homicida

Francisco de Assis Santos da Silva, de 29 anos, foi morto a facadas, na tarde deste sábado (23), por volta das 15 horas, na rua do Sol, bairro Esperança, em Bacabal. A vítima ainda chegou a ser socorrida pelo pai e encaminhada ao Hospital Regional Laura Vasconcelos onde acabou morrendo.

De acordo com Raimunda Silva, esposa de Francisco de Assis, ele estava sentado em um pequeno banco de madeira na porta de casa quando o suspeito Emanuel de Castro Oliveira, conhecido como ‘Nego’, se aproximou e sem motivos aparentes começou a ameaça-lo.

Após breve discussão a vítima foi atingida por duas facadas nas costas. Raimunda contou que ainda chegou a impedir que o seu esposo fosse golpeado, porém, mesmo Francisco de Assis tendo tentado correr foi alcançado ao cair em cima de umas pedras.

Á noite, após denúncias de populares, o grupamento Esquadrão Águia, do 15º BPM, conseguiu deter o suspeito no bairro Frei Solano. Ele foi apresentado na Delegacia do 1º Distrito Policial. ‘Nego’ estava sob efeito de algum entorpecente e alegou que a vítima havia lhe ‘olhado diferente’. “Eu já estava ligado nele, a faca era minha. Eu não pensava que ia rolar, foi ele que me jogou a cadeira. Ele já queria me cortar de foice há 15 dias”.
A faca usada no crime foi apreendida e o corpo da vitima será sepultado no município de Lago Verde.

Fonte: Sérgio Matias