quinta-feira, 2 de março de 2017

Dilma diz que declarações de Odebrecht são mentirosas

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou, por meio de nota enviada à imprensa, serem mentirosas as declarações a seu respeito atribuídas ao empresário Marcelo Odebrecht durante depoimento à Justiça Eleitoral na quarta-feira (1º). Uma ação movida pelo PSDB logo após as eleições de 2014 pede a cassação da chapa Dilma/Temer.

Segundo reportagem do jornal "O Estado de São Paulo", Marcelo Odebrecht afirmou que destinou R$ 120 milhões por meio de caixa 2 à campanha de Dilma e Temer. O conteúdo do depoimento está sob sigilo. A versão oficial só será divulgada após o STF (Supremo Tribunal Federal) liberar o conteúdo das 77 delações de ex-executivos da construtora, homologadas pela Justiça.
Segundo fontes ouvidas pelo jornal, Marcelo teria afirmado, ainda, que a petista tinha dimensão da contribuição e dos pagamentos e que mantinha contato frequente com o alto escalão do governo, como Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda do governo Rousseff, com quem disse negociar repasses a campanhas eleitorais. 

"É mentirosa a informação de que Dilma Rousseff teria pedido recursos ao senhor Marcelo Odebrecht ou a quaisquer empresários, ou mesmo [que tenha] autorizado pagamentos a prestadores de serviços fora do país, ou por meio de caixa dois, durante as campanhas presidenciais de 2010 e 2014", afirma a nota.

Do UOL, em São Paulo