terça-feira, 16 de agosto de 2016

O homem que se vende não vale o preço que lhe pagam

Lendo o blog de um amigo, convido a leitura desta postagem, a dignidade do ser humano não pode ser comprada a preço de bolo, numa reflexão mais profunda olhamos a situação do país e vemos um lamaçal e uma fedentina que você contribui toda vez que vende  o seu voto. A que preço, que prática lamentável mais existe demanda, infelizmente. O homem que se vende recebe sempre mais do que vale, mensagem de Barão do Itararé. Deixe de ser medíocre e lembre-se que você tem valor é um cidadão acima de qualquer coisa, voto não tem preço, tem consequência. 
Quem foi Barão de Itararé? Resposta AQUI

2 comentários:

  1. Tijolo. Areia. Cimento. Telha....E assim se degrada o ser humano (aliás quem se vende é um animal, que se concentra apenas em suas necessidades imediatas).

    ResponderExcluir
  2. Não esqueçamos quem compra. Se quem se vende não tem valor! Que valor tem quem se atreve a comprar outro ser humano?

    ResponderExcluir

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.