sexta-feira, 15 de julho de 2016

Escândalo: carvoeiro é usado como “LARANJA” de empresa que fatura milhões em Colinas Maranhão

Por Neto Ferreira
Empresas de fachada têm faturado alto no município de Colinas, administrado pelo prefeito Antônio Carlos Oliveira. Há poucos dias, o esquema criminoso foi denunciado na Câmara Municipal de Colinas.
Conforme a denúncia, uma verdadeira organização criminosa está atuando na administração municipal de Colinas com a finalidade de desviar recursos públicos federais e estaduais. É criada empresas de fachadas com o objetivo de firmar parcerias com a Prefeitura.
As empresas L. A. Terraplanagem e Construções e a L. F. Transportes e Construções, por exemplo, já receberam mais de R$ 15 milhões da Prefeitura de Colinas para executar os mais variados serviços. No entanto, há fortes indícios de corrupção envolvendo gestores públicos e empresários do município.
Um carvoeiro, identificado como Aluizo da Silva, foi vítima da organização. Ele mora em uma casa de taipa, tem uma vida simples, mas descobriu recentemente que é dono de uma empresa prestadora de serviços à prefeitura de Colinas com o faturamento de mais de R$ 7 milhões. Com a informação, o trabalhador pegou um baita susto.
Aluizo informou que em 2014 foi procurado pelo dono da L.F, Leonardo Ribeiro, que também é funcionário do Banco do Brasil. Na época foi convidado a abrir uma empresa, com o objetivo de executar obras e serviços para o município de Colinas. Para isso, só precisava emprestar o nome. Já que quem assumiria o comando seria o bancário e um outro homem, identificado como Adelson Filho.
Seduzido com a proposta, Aluizo chegou a entregar toda a documentação exigida, mas depois disso nunca mais teve notícia da tal empresa. Ele também alega que nunca recebeu um centavo da empresa. Aluizo constatou que era um falso milionário quando teve acesso ao extrato bancário da L.A Terraplanagem e Construções, e confirmou que era “sócio” da empresa.