sexta-feira, 6 de maio de 2016

Joãozinho das crianças, ex-prefeito de São José dos Basílios vira réu em ação de assassinato do também ex-prefeito Chico Riograndense.

João da Cruz - Joãozinho
O simpático e sorridente ex-prefeito de São José dos Basílios, João da Cruz Ferreira, o Joãozinho das Crianças, foi pronunciado como réu no processo que apura o assassinato do também ex-prefeito e empresário Francisco Ferreira de Sousa, o Chico Rio Grandense. No mesmo rol também está Almir Ferreira Resplandes, Antonio Luís Pereira de Sousa e Mauro Cézar Santos Sousa. 
A denúncia acatada pela justiça foi feita pelo Ministério Público que encontrou fortes indícios da participação dos acusados na emboscada que assassinou chico Riograndense, crime ocorrido no município no dia 07 de janeiro de janeiro de 2012, nas imediações do povoado Poção. 
Conforme a análise dos fatos contido nos autos do processo, Riograndense teria sido assassinado por Antonio Luís Pereira de Sousa, o Antônio Velho (já morto), na companhia de Mauro Cezar Santos Sousa  (morto), o Cezinha, homem que teria pilotado a motocicleta no ato da execução. No momento do crime, o acompanhante de Chico Riograndense teria reconhecido os dois acusados.

Ainda em conformidade com os autos processuais, os motivos que levaram a morte do ex-prefeito teria sido vingança, crime imputado a Almir Ferreira Resplandes, ex-vaqueiro de Chico Riograndense. A ação criminosa teria as digitais do então prefeito João da Cruz, o Joãozinho das Crianças, na época adversário político de Riograndense, fato ainda não devidamente esclarecido sobre a sua participação. Conforme a pronúncia do juiz da Comarca de Joselândia, Bernardo Luis de Melo Freire, os réus terão o prazo de 10 dias para contestarem a acusação.
Fonte - Lobão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.