quinta-feira, 31 de março de 2016

Suspeito de matar bacharel em direito, em Araguaína no Tocantins, é preso na cidade de Tuntum Maranhão

Policiais Civil e Militar de Tuntum Maranhão
Já está encarcerado em uma das celas da delegacia de polícia de Tuntum, o indivíduo Lucas Lima Silva, suspeito de participar diretamente do assassinato do advogado Antonio Leite Feitosa, mais conhecido como Daniel, crime ocorrido na madrugada de domingo (6), em Araguaína, Estado do Tocantins.
A prisão do suspeito se deu depois de uma denúncia anônima para o celular da viatura. Para checar as informações a guarnição procurou o delegado Leonardo Mendonça, que de imediato contactou com uma delegacia de Araguaína que confirmou a existência de um mandado de prisão contra Lucas Lima, pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte).
Com a comprovação da veracidade da denúncia, policiais civis e militares se articularam para capturar o foragido da justiça, suspeito de estar homiziado em uma das casas da rua do 'Capoteiro', no residencial Ana Isabel. Na primeira incursão, percebendo a presença da polícia, o suspeito pulou o muro da casa onde se encontrava e se escondeu numa mais próxima. A polícia averiguou a área e casas mais próximas e nada encontrou.
Retirando-se, e insistentemente retornando pouco tempo depois, os policiais fizeram novas buscas encontrando o suspeito dentro de um colchão de cama. "Eu pedi uma senhora pra entrar na casa dela pra averiguar e o encontramos dentro de um colchão de cama, no fundo do quintal. Ele ainda tentou fugir, mas foi impedido pela guarnição", relatou capitão Aécio.
A operação para de tirar de circulação o suspeito de latrocínio e cumprir o mandado da justiça teve a participação do delegado Leonardo Mendoça, capitão Aécio, comandante da 5ª Companhia, cabo Borges Diniz, soldados Pablo, Cléiton, Adriano e Márlon.

Vítima Antonio Leite Feitosa
O Bacharel em Direito foi morto em Araguaína no dia 6 de março deste ano. De acordo com a Polícia, Antônio e um amigo chegavam ao bar Canela de Servente por volta das 3h00 quando foram abordados por três pessoas armadas.  Os dois foram rendidos e  levados juntamente com o veículo (S10).
O amigo conseguiu escapar dos criminosos. No entanto, Feitosa teria reagido e por este motivo, teria sido executado com três tiros na cabeça. O corpo dele foi encontrado no Setor Camargo, ainda pela madrugada.
Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil lamentou o ocorrido e disse que está preocupada com o cenário atual da segurança pública na cidade de Araguaína e em todo o Estado.
“A criminalidade assola a população que assustada suplica por socorro. Roubos a transeuntes, Instituições financeiras, tráfico de drogas e tantos outros delitos fazem parte da realidade do povo araguainense e do Tocantins”, afirmou a OAB do Tocantins.  
Por Lobão com adaptação de Zaidan de Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.