terça-feira, 29 de março de 2016

Ex-presidente José Sarney é procurado por Dilma Rousseff e diz que o rompimento é inevitável

A presidente Dilma Rousseff vem tentando de todas as formas que não aconteça o provável rompimento com o PMDB, que irá decidir hoje (29) se vai ou não desembarcar do governo.
Na semana passada, Dilma foi à casa do ex-presidente José Sarney para pedir seu apoio. Ela foi em um carro descaracterizado para evitar o vazamento pela grande imprensa.
Dilma pediu que Sarney tentasse amenizar o incêndio e articulasse a permanência do partido no governo. O ex-presidente, que está em ‘cima do muro’, disse para presidente que não tinha mais o que fazer para tentar ajudá-lá.
Sarney falou ainda que o PMDB deverá aprovar o desembarque do governo por aclamação na reunião do Diretório Nacional desta terça-feira. E que os membros do partido que ocupam cargos no governo teriam até o dia 12 de abril para deixar os ministérios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.