segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Policial do Tribunal de Justiça é assassinado na porta de sua residência em Timon Maranhão

Eu não disse que iria te mantar”,foi o que a esposa do policial militar ouviu dos criminosos no momento em que o marido, o soldado Antônio Luiz Marquês, foi assassinado na madrugada desta segunda-feira (29) em Timon, no Maranhão. A informação foi divulgada pelo comandante de policiamento da capital, Wagner Torres.
Luiz Marquês estava chegando em casa quando foi alvejado com três tiros. Ele tinha 31 anos de serviço a Polícia Militar e trabalhava no Batalhão de Guarda do Tribunal de Justiça. Os bandidos não levaram nada, deixando inclusive a arma do policial no local do crime.
Informações iniciais do tenente-coronel Wagner Torres dão conta de que o policial chegava em casa por volta das 3:40 da manhã quando foi surpreendido por uma pessoa, do sexo masculino. O PM foi executado na porta de sua residência.
A esposa disse que ouviu o suspeito de matar o marido dizer: ‘eu não disse que iria te matar!’ Isso nos leva a acreditar que foi o policial foi vítima de execução. O PM foi abordado por um ‘elemento’ com uma arma de fogo que atirou várias vezes contra ele”, comentou o coronel.
Até o momento não existem suspeito identificado. Os policiais da área estão em diligências no sentido de identificar e prender o autor.
Fonte: Cidade Verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.