sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Mentira quase leva rapaz à morte após vazamento de vídeo íntimo

O suposto vazamento de um vídeo íntimo causou alvoroço na cidade de Cocal-Pi. Um adolescente de 16 anos foi agredido por familiares de uma jovem de 17 anos ao ser acusado de estupro e responsável pelo vazamento das imagens numa rede social. Acionada, a polícia acabou desconbrindo que a adolescente inventou os relatos sobre o estupro para evitar que a mãe a punisse.
Depois que a família da jovem teve acesso às imagens, a jovem contou que foi estuprada por dois rapazes, um deles menor de idade. Para os pais ela relatou que os abusos aconteceram no último dia 09 de outubro, onde ela teria sido amordaçada. Alegou que não acionou a polícia pois havia sido ameaçada.
Acreditando no estupro, a família da jovem procurou o rapaz que aparece nas imagens íntimas e tentou agredi-lo.
A equipe da delegacia de Cocal e do Conselho Tutelar foram acionados e realizaram uma acareação entre os envolvidos e ficou constatado que não houve estupro
Segundo a delegada Daniela Dinalli, em entrevista a um blog local, no dia do suposto crime, a adolescente teve relações sexuais com apenas um dos acusados e após o vazamento do vídeo, por vergonha e com medo da reação da família, ela então decidiu mentir para a mãe, para os familiares, e também para a polícia, dizendo que havia sido estuprada.
A adolescente então passou de vitima para a qualidade de acusada e agora responderá na justiça pelo ato infracional equiparado ao crime de denunciação caluniosa.
Fonte: Blog do Coveiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.