sábado, 10 de outubro de 2015

Maranhão: paraíso para ladrões de dinheiro público?

Por Gilberto Lima.
Nenhum outro Estado tem registrado tantos casos de prefeitos corruptos como o Maranhão. Nos últimos meses, dois casos ganharam os notíciários sobre furto de dinheiro público: o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, e o de Hélder Aragão, prefeito de Anajatuba. Em ambos os casos, os 'gestores' são acusados de desvios milionários dos cofres públicos. Lidiane 'Ostentação' e sua quadrilha teriam desviado aproximadamente R$ 15 milhões. Hélder Aragão é acusado de desviar R$ 13 milhões do combalido e pobre município de Anajatuba.
Depois de fugir por mais de 30 dias, Lidiane Leite se entregou à PF. Ficou presa até sexta-feira (9), quando foi beneficiada com a revogação da prisão preventiva por parte da Justiça Federal. Ganhou uma tornozeleira eletrônica e não vai poder deixar a região metropolitana de São Luís.
Hélder Aragão, por sua vez, foi afastado em agosto, mas retornou pouco tempo depois por força de uma liminar. Voltou a ser afastado por 90 dias na sexta-feira (9). Além disso, está com bens bloqueados. A medida vale para outros 26 envolvidos na roubalheira em Anajatuba. Em pouco tempo, deverá conseguir outra liminar para retornar ao cargo. Tem sido sempre assim.
Nos últimos anos, inúmeros prefeitos maranhenses foram alvos de operações das polícias em ações de combate às quadrilhas que se apossam de prefeituras para desviar dinheiro público. Em muitos caos, como revelaram as investigações sobre o assassinato do jornalista Décio Sá, o esquema de saque aos cofres públicos é comandado por agiotas que bancam campanhas eleitorais. 
Há poucos dias, um integrante da Justiça Federal informou que o Maranhão é recordista em casos de desvios de dinheiro público. São várias as investigações em andamento no Estado.
Isso mostra para o resto do país que o Maranhão é um paraíso para ladrões de dinheiro público, muitos beneficiários da impunidade. Muitos casos nem chegam a ser julgados. 
Espera-se que as ações do Ministério Público e da Polícia Federal sejam intensificadas para que esses bandidos de colarinho continuem sendo desmascarados. Mais que isso, espera-se que o judiciário agilize os julgamentos desses maus gestores, não permitindo que voltem à vida pública e passem alguns anos no presídio de Pedrinhas.
O governador Flávio Dino já mostrou que terá tolerância zero com a prática da corrupção. Para isso, criou a Secretaria de Transparência e Controle com a finalidade de impedir atos de improbidade administrativa. E espera que os gestores municipais sigam esse exemplo.
Não custa lembrar que esses ladrões de colarinho branco são os responsáveis pela miséria, pobreza e violência que se espalham pelo Estado, pois desviam dinheiro da educação, merenda escolar e saúde, principalmente, comprometendo o futuro de muita gente. Por isso, o Maranhão figura entre os mais atrasados do país.

Chega de impunidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.