sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Prefeito Tema propõe coalizão como alternativa para fim da crise

Com a experiência de quem foi presidente por duas vezes consecutivas da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), e se encontra no exercício do quarto mandato, o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB), apresentou, como alternativa para uma solução em busca do fim da crise, um governo de coalizão, aglutinando os principais partidos de oposição  à administração da presidente Dilma Roussef. A proposta foi feita durante entrevista ao programa Notícias da Capital, na Rádio Capital AM, comandado pelo jornalista Djalma Rodrigues.
“A crise não é apenas econômica, ela é também política e seus desdobramentos são inimagináveis. É hora da concentração de todas as forças partidárias. A classe política brasileira tem que dar um exemplo de maturidade e de sensibilidade ao mundo, como forma de se buscar uma fórmula para equacionar os problemas graves do momento”, disse Tema.
O prefeito tuntuense destacou que essa história de impeachment não é solução para nada e pode, sim é aumentar a crise. “O Brasil está num túnel onde não se vislumbra, no momento, nenhuma luz, por isso que acho que uma solução só viria com todas as forças políticas e partidárias se unindo num só objetivo”, salientou.

CONGRESSO
Tema destacou ainda que o corte de gastos não pode se restringir apenas ao Executivo. No entendimento do experiente prefeito, o próprio Congresso deve dar exemplo e cortar gorduras, reduzindo as mordomias, acrescentando que os gastos com Senado e Câmara Federal são muito elevados.
“Num momento como esse, o Parlamento deveria ser o primeiro a  dar exemplo. Até parece que Estados e Municípios são os principais causadores  dessa crise. O Congresso poderia muito bem estabelecer normas e cortar na própria carne, como exemplo para ajudar o povo brasileiro”, destacou.

Na concepção do prefeito de Tuntum, o Brasil atual parece uma nau sem rumo, com crise política, econômica e moral, por conta dos vários escândalos que eclodiram nos últimos anos, a exemplo do Mensalão e do Petrolão.  A repercussão foi mundial, afugentando investidores e imprimindo uma imagem negativa do Brasil no exterior. Mas, agora, entendo ser necessária uma coligação de forças como forma de salvar o país dessa grave crise”, finalizou o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.