segunda-feira, 28 de setembro de 2015

'As leis da ciência bastam, não precisamos de Deus', afirma Stephen Hawking

Um dos principais cientistas do planeta falou sobre o ser humano e Deus. Em entrevista concedida ao jornal El País, Stephen Hawking afirmou que teme pelo futuro da raça humana e explicou sua relação com conceitos religiosos.

Desde que criou, ainda em 2015, uma iniciativa para buscar vida inteligente em nossa galáxia, Hawking tem sido questionado com frequência sobre suas expectativas sobre extraterrestres e, claro, sobre o Universo, um de seus objetos de estudo.

E as opiniões do físico sobre esse tema são bastante delicadas. Para ele, uma possível visita de extraterrestres à Terra pode ser caótica e muito nociva aos terráqueos. Ele compara essa possibilidade a um período antigo de nossa história.

“Se os extraterrestres nos visitarem, o resultado será muito parecido com o que aconteceu quando Colombo desembarcou na América: não foi uma coisa boa para os nativos. Extraterrestres avançados podem se tornar nômades e tentar conquistar e colonizar qualquer planeta”, afirma ele.

Apesar de acreditar — e muito — na questão da existência de vida extraterrestre, Hawking é bastante cético ao citar Deus e outras temáticas religiosas. Na entrevista, ele explicou como considera e encara a existência de uma figura divina.

“Utilizo a palavra ‘Deus’ em um sentido impessoal, da mesma forma que Einstein, para me referir às leis da natureza. As leis da ciência bastam para explicar a origem do Universo. Não é preciso invocar Deus”, explicou ele.

Um comentário:

  1. Você fala como um louco, talves por isso está nessa situação. Deus criou tudo, o céu e a terra e sem ele não somos nada.

    ResponderExcluir

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Zaidan de Sousa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.