terça-feira, 28 de abril de 2015

Nervoso, Fábio Macedo quebra microfone da tribuna ao sair em defesa da família

Na tarde de ontem (27), o deputado Fábio Macedo (PDT) subiu na tribuna para tentar defender mais uma vez as relações da família Macedo com os contratos do Governo. Visivelmente nervoso tudo que o deputado conseguiu mostrar foi despreparo, desequilíbrio e a falta de argumentos plausíveis para isso.
Na tentativa de mudar o foco, o deputado voltou a atacar Andrea Murad e chegou a quebrar o microfone da tribuna em sua enfática, mas nada convincente revolta.
Macedo revelou que vários doadores da campanha milionária de Andrea Murad (PMDB) tinham contratos com a Secretaria de Saúde sob comando do seu condenado pai, cunhado de Roseana Sarney.
Mais de 1 milhão de reais usados na campanha da Murad de saias foram doados por empresas que faturavam alto com a Saúde do estado. Segundo os documentos apresentados pelo deputado Fábio Macedo, os empresários Osvaldo Vieira Correia e Jaime Joaquim Gonçalves, da empresa Litucera Limpeza e Engenharia, doaram R$ 200 mil; Célio Antononio Weiler e Eloi Eduaro Pritzel, donos da New Agro Comercial Agrícola, presenteiam Andrea com R$ 350 mil;
Rúbens Sergio Furlani, Fernanda Araujo Furnlani e João Mateus Furlani, donos da empresa R. Furlani Engenharia, deram R$ 360 mil; já Cristiano Lindner Ribas, João Paulo Kraemer de Araújo, Raul Alves de Andrade, da C.C. Pavimentadora LTDA aparecem como doadores de R$ 120 mil.
O deputado Fábio Macedo dirigiu-se diretamente à deputada Andrea Murad. “Todos eles fizeram doações generosas à sua campanha. A senhora tem algo a falar sobre isso, sobre dinheiro público usado em sua campanha? Dinheiro este que deveria ser usado para benefício do povo?”. Macedo lembrou que os dados são públicos e podem ser acessados por qualquer cidadão na internet.