quarta-feira, 12 de junho de 2019

Prefeito Alexandre Costa fecha projeto de reconstrução da agência do Banco do Brasil de Dom Pedro


A população de Dom Pedro, região central do Maranhão, finalmente pode respirar aliviada. Desde o grande assalto feito à agência do Banco do Brasil da cidade em janeiro do ano passado, onde foi a agência ficou completamente destruída, a população da cidade sofre com a falta de um banco físico na cidade tendo de fazer o deslocamento até Presidente Dutra para atendimentos maiores, somente no final do ano passado foi improvisada uma "mini agência" para atender as necessidades mais básicas da população que precisasse recorrer ao banco.

Com tudo, o Prefeito Alexandre Costa esteve em reuniões no ano passado e no primeiro semestre de 2019 com agente do Banco para solucionar a reconstrução do prédio. E com a elaboração do projeto aprovada e assinada pelo prefeito Alexandre Costa na presença da gerente do Banco do Brasil de Dom Pedro, Maria Luiza, o projeto foi validado e começo das obras já estão agendados para começar o mais rápido possível. Em entrevista, a gerente do Banco do Brasil de Dom Pedro diz "está feliz com o desenrolar do projeto e que o prefeito Alexandre Costa não tem medido esforços para que a reconstrução seja feita e que o trabalho em conjunto com o Banco do Brasil trará ainda mais benefícios para a cidade".

O projeto de reconstrução conta com uma equipe especializada de engenheiros contratados pela Prefeitura Municipal de Dom Pedro que já possuem o projeto estrutural do novo prédio, e um Conselho Municipal de Segurança, onde serão habilitados reforços terceirizados de segurança disponíveis em tempo integral fazem roteamento e segurança da área da agência. As obras também contaram com o apoio e acompanhamento da Secretaria Municipal de Obras em nome do secretário, Márcio Arlindo. Com isso, o projeto de reconstrução já está em andamento estará começando ainda neste mês de Junho, e com data de finalização em Dezembro.

A reconstrução da agência do Banco do Brasil em Dom Pedro será de grande importância para região, pois atenderá também as necessidades das cidades vizinhas que também estão sem agências do Banco do Brasil.

domingo, 9 de junho de 2019

Quatro pessoas morrem em tiroteio no município de Coelho Neto - Maranhão


Quatro homens morreram durante um tiroteio na manhã deste domingo (9) em Coelho Neto, a 385 km de São Luís. Segundo informações da polícia, o caso ocorreu no Mercado Municipal por causa de um antigo desentendimento entre grupos de ciganos da região.

Um suspeito de envolvimento foi preso e baleado durante as operações de busca. De acordo com o delegado Armando Pacheco, entre as cinco pessoas que ficaram feridas, tem uma criança de 10 anos baleada na cabeça, uma mulher baleada na mão e dois homens baleados.

Ainda segundo a polícia, todos os feridos foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Dos quatro mortos, um é do grupo envolvido no tiroteio. Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informou que a Polícia Civil está investigando o caso.

Leia a nota na íntegra:

Sobre a ocorrência em Coelho Neto, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informa que a Polícia Civil está investigando o caso. A segurança na região foi reforçada e as diligências para localizar os envolvidos estão sendo realizadas, com o apoio do Centro Tático Aéreo (CTA), Grupo de Operações Especiais (GOE), Força Tática de Caxias e equipes policiais de Duque Bacelar e Afonso Cunha e Coelho Neto. As forças de segurança já prenderam um suspeito de envolvimento na ocorrência, que foi baleado durante as operações de busca. De acordo com a apuração preliminar, o crime teria acontecido em decorrência de um antigo desentendimento entre grupos de ciganos da região. Os feridos foram encaminhados para cuidados médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias, cuja gestão é de competência municipal.

Com informações do G1/Maranhão

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Internautas reagem à crítica de Dino a Bolsonaro: ‘Desvio de dinheiro da saúde = Mortes’


Comunista classificou medidas polêmicas adotadas pelo presidente da República como ‘agenda da morte’

Usuários do Twitter e do Facebook reagiram fortemente à crítica do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), às medidas polêmicas adotadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), no governo federal.

“Basta da agenda da morte. Mais armas = mortes. Menos educação = mortes. Menos direitos previdenciários para pessoas pobres = mortes. Fim do Mais Médicos = mortes. ‘Lei da selva’ no trânsito = mortes. Legítima defesa por ‘surpresa’ = mortes Essa gente não pensa em VIDAS ??”, postou o comunista.
Os usuários das redes sociais não perdoaram e, utilizando o mesmo mote, apontaram diversos casos que evidenciam caos, má gestão e desvio de recursos públicos na gestão de Dino, que está no segundo mandato consecutivo à frente do Palácio dos Leões.

O ATUAL7 destaca três:

“Estradas esburacadas: mortes”, da usuária Claudina Soares; “Desvio de dinheiro da saúde no Maranhão = Mortes”, do usuário Carlos Junior; e “Estado com maior número de pessoas na miséria = morte”, do usuário Egnaldo Sabino.

Na semana passada, a líder do governo Bolsonaro no Congresso Nacional, deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), foi atacada no Twitter pelo deputado federal e presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, e por satélites do dinismo na rede social, após publicar vídeo que mostra trecho da MA-204 - que liga a Estrada de Raposa (MA-203) à Estrada de Ribamar (MA-201) - totalmente esburacado. “Uma vergonha. Um desrespeito com o povo. VAI TRABALHAR, GOVERNADOR!”, publicou a parlamentar.

Em relação à saúde, de fato, a gestão de Flávio Dino é investigada por desvio de verba da pasta. O titular da Saúde no governo comunista, Carlos Lula, inclusive, é indiciado pela Polícia Federal e investigado pela Controladoria-Geral da União (CGU), por corrupção. Também tramita contra ele, na Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), procedimento investigatório criminal aberto por iniciativa da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), por suspeita de irregularidades em pagamentos para empresas sem cobertura contratual e/ou procedimento licitatório.

Segundo dados da Síntese de Indicadores Sociais (SIS) referentes a 2017, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geográfica e Estatística (IBGE) em dezembro do ano passado, o Maranhão, de fato, possui o maior número de famílias vivendo em situação de pobreza extrema, permanecendo na liderança do ranking nacional.

Ainda de acordo com o levantamento, 54,1% das famílias maranhenses vivem com menos de R$ 406 por mês, valor baseado na referência internacional do Banco Mundial, que considera como situação de pobreza extrema a linha de 5,5 dólares por dia. Além disso, mais de 81% dos maranhenses não possui saneamento básico adequado; e em 29,2% dos domicílios não há abastecimento de água por rede.

Marido mata a mulher por causa de celular


A vítima foi identificada como Marlucia Santos, ele tinha 43 anos e foi assassinada com várias facadas por volta das 12:30 horas.

O crime que ocorreu na própria residência do casal foi cometido pelo marido da vítima, Francisco das Chagas conhecido como Chico Tampinha, de 58 anos bairro Socopo em Teresina.

De acordo com a irmã da vitima, horas antes do crime o casal discutiu por causa de um aparelho celular e isso deve ter sido a motivação do crime.
Segundo a cunhada do criminoso, ele era depressivo, um dia ele estava alegre e no outro dia ele estava triste.

Chico tampinha que trabalha como vigilante em uma creche foi preso logo em seguida.

O Marlucia era mãe de três filhos todos com Chico Tampinha.

Do Codó Noticias

Vereadores são presos por pedirem propina para arquivamento de CPI contra a prefeita de Vitória do Mearim


A Polícia Civil cumpriu na manhã desta quarta-feira (5) cinco mandados de prisão temporária e oito de busca e apreensão contra vereadores de Vitória do Mearim, distante 120 km de São Luís.

A operação é de responsabilidade da Superintendência Estadual de Combate a Corrupção e Organizações Criminosas (Seccor) e o Ministério Público do Maranhão e apura crimes de corrupção passiva e associação criminosa.

A operação tem como alvos o presidente da Câmara de Vereadores, George Maciel da Paz, além de Hélio Vagner Rodrigues da Silva, Oziel Gomes da Silva, Marcelo Silva Brito, Mauro Rogério, José Mourão Martins, Raimundo Nonato Costa da Silva e Bena Marcos Rodrigues Pacheco.

Os aparelhos celulares e computadores apreendidos nas residências dos vereadores vão passar por análise no Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do Ministério Público.

Segundo a Polícia Civil, todos os presos vão ficar cinco dias no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, mas este prazo pode ser prorrogado por mais cinco dias "como forma de evitar que eles destruam ou omitam provas, ou até mesmo influenciem ou ameacem as testemunhas que serão ouvidas até a conclusão das investigações".

Plano descoberto

Segundo a investigação, vereadores do município pediram propina para arquivarem uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) contra a prefeita do município, Dídima Maria Coêlho. Os vereadores teriam pedido a propina ao marido da prefeita, que é o chefe de gabinete, Almir Coêlho Sobrinho. A CPI teria por base o crime de responsabilidade da gestora municipal.

Segundo a Polícia Civil, as conversas foram gravadas pelo chefe de gabinete. Nos áudios, a polícia disse que os vereadores pedem R$ 320 mil, que poderia ser pagos de forma parcelada. No decorrer das investigações, a polícia descobriu que outros vereadores iniciaram novas chantagens no valor de R$ 70 mil. Teve um vereador que chegou a pedir R$ 100 mil.

Almir Coêlho Sobrinho disse em depoimento aos policiais que além da propina, ele descobriu que os vereadores pretendiam afastar Dídima Coêlho para que "a vice (Elzir Lindoso) assumisse e pudesse sacar a quantia correspondente aos royalties da mineração destinados ao município". O valor chega a R$2,2 milhões.

Com informações do G1/Maranhão

sábado, 1 de junho de 2019

Juiz substitui medidas cautelares de Eduardo DP na El Berite II


Por decisão do juiz de Direito Marcello Frazão Pereira, da 1ª Vara Criminal de Bacabal, o empresário e agiota Eduardo José Barros Costa, o Eduardo DP ou Imperador, teve abrandadas as medidas cautelas impostas contra ele no bojo da Operação El Berite II, deflagrada em 2015 contra crimes de agiotagem e desvio de verbas públicas no Maranhão. A decisão foi proferida na última quarta-feira 29.

Alegando que as medidas contra ele já perduram há mais de quatro anos, e que necessita viajar constantemente para exercer suas atividades laborais em outros estados, o agiota teve substituída pelo magistrado a exigência de autorização judicial para ausentar-se da comarca, pela proibição de ausentar-se por mais de 20 dias da comarca onde reside sem autorização judicial.

Também foi substituída a exigência de autorização judicial para comparecimento periódico ao juízo 1ª Vara Criminal de Bacabal, pelo comparecimento mensal à comarca de Dom Pedro, por questão de processo criminal que tramita naquela comarca, também por agiotagem e desvio de verbas públicas, tendo em vista que ele já comparece mensalmente àquele juízo para justificar e informar suas atividades.

As demais medidas cautelares impostas contra Eduardo DP, como não manter contato com os demais réus e testemunhas de acusação da El Berite II, permanecem inalteradas. Caso haja descumprimento de qualquer uma delas, ressalta o magistrado na decisão, poderá ensejar a decretação da prisão preventiva do agiota.

Embora tenha sido preso por diversas vezes pela Polícia Civil do Maranhão pelos crimes apontados pela El Berite II e outras operações, Eduardo DP segue fechando novos contratos e mantendo anteriores com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), na gestão de Flávio Dino (PCdoB). Todos milionários e por meio de uma das empresas operadas por ele na máfia da agiotagem para desvio de recursos públicos. O agiota, inclusive, segundo o delegado Tiago Bardal, ex-chefe da Seic (Superintendência Estadual de Investigações Criminais), além desses contratos, ganhou também a proteção do governo contra investigações contra a máfia da agiotagem no estado.

Por Yuri Almeida do Atual7.com

terça-feira, 28 de maio de 2019

Servidores do Detran do Maranhão ameaçam entrar em greve nesta sexta-feira 31

Servidores do Detran-MA em todo o Maranhão protocolaram no fim da semana passada, no Palácio dos Leões e na sede do órgão, ofício no qual constam algumas reivindicações da categoria e a confirmação de um indicativo de greve.

Na pauta de exigências dos trabalhadores estão críticas ao corte do auxílio-alimentação no período de afastamento para tratamento de saúde e a falta de reajuste no salário-base, o congelado há mais de seis anos.

Quanto ao salário-base, a maioria dos servidores recebe, atualmente, R$ 1,4 mil. O valor também está congelado há mais de seis anos.

Segundo eles, na prática, esses trabalhadores recebem menos de um salários mínimo, porque não têm direito a FGTS, pagam 11% à Previdência e ainda contribuem para o Fundo de Benefícios dos Servidores do Estado do Maranhão (Funben), uma espécie de assistência à saúde, com desconto, no contracheque, de 3% para os titulares e de mais 1% por dependente.

Contra o sindicato

Além de exigir melhorias da direção do Detran-MA, os servidores também se insurgiram contra o próprio sindicato da categoria.

O movimento diz contar com o apoio de 428 trabalhadores – mais da metade mais da metade do quadro efetivo do Detran.

“Isso ocorreu justamente em razão da inércia do sindicato, que é tido com ilegítimo pelos servidores, tanto por estar com situação cadastral ‘INAPTA’ perante a Receita Federal quanto por não haver prestação de contas há anos”, diz um texto disparado pelos possíveis grevistas.

Os trabalhadores informam que o governo e o Detran-MA têm até a próxima sexta-feira (31) pra se posicionar sobre a pauta de reivindicações.

Não havendo negociação, a indicação é pra greve por tempo indeterminado.

Fonte: Gilberto Léda

domingo, 26 de maio de 2019

Apoiadores de Jair Bolsonaro fizeram neste domingo, 26, manifestações em apoio ao presidente


Apoiadores de Jair Bolsonaro fizeram neste domingo, 26, manifestações em apoio ao presidente e às reformas propostas por seu governo em ao menos 59 cidades do país, espalhadas em dezoito estados e no Distrito Federal. Rio de Janeiro, São Paulo, Belém, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, São Luís, Salvador, Recife, Maceió, Vitória, Fortaleza e Natal são capitais onde foram registrados protestos, além de Brasília. As capitais paulista e fluminense tiveram as maiores concentrações de manifestantes. Os organizadores dos atos informaram que havia convocação para mobilizações em cerca de 250 cidades de dezoito estados.

Na esteira dos primeiros protestos expressivos contra o governo Bolsonaro, que miraram congelamento de despesas na educação, e do compartilhamento, pelo presidente, de um texto segundo o qual o Brasil é “ingovernável” sem “conchavos”, os motes iniciais das manifestações de hoje eram ataques ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal (STF) – que incluíam a defesa do fechamento das casas do Legislativo e do Judiciário.

Em meio a escândalo de espionagem, Flávio Dino parabeniza Jefferson Portela


Secretário de Segurança do Maranhão é investigado por suposto monitoramento ilegal. Governador tem ignorado denúncias
Em postagem no Twitter no início da tarde deste sábado 25, o governador Flávio Dino (PCdoB) parabenizou o secretário estadual da Segurança Pública, Jefferson Portela, pelos serviços prestados à frente da pasta.

“Secretário Jefferson comanda o trabalho que tirou São Luís da lista das 50 cidades mais violentas do mundo e reduziu homicídios em 62%. E também coordena ações do Pacto pela Paz, como a realizada hoje na zona rural. Parabéns”, publicou.

As declarações de engrandecimento ao titular da SSP acontecem em meio ao escândalo de espionagem do estado, alvo de pelo menos já dois procedimentos investigatórios instaurados no âmbito da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), e com iminência de entrada da Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF) no caso.

De acordo com o delegado licenciado de Polícia Civil, Ney Anderson Gaspar, Portela teria determinado, por diversas vezes, o monitoramento e escuta ilegais a desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão, além de familiares e assessores dos magistrados, e ao senador Roberto Rocha (PSDB-MA). A suposta espionagem já havia sido denunciada pelo também delegado de Polícia Civil Tiago Bardal.

Portela nega as acusações, e representou criminalmente seus acusadores e profissionais de imprensa que tem acompanhado e tornado o caso público.
Sobre o escândalo, Flávio Dino segue ignorando. Em suas redes, não há qualquer publicação a respeito do assunto.

Apesar do silêncio público do governador, segundo fontes ligadas ao Palácio dos Leões ouvidas pelo ATUAL7, a publicação do comunista no Twitter é um recado para quem aposta na queda de Jefferson Portela do cargo – inclusive gente do próprio governo. “O entendimento inicial é de que ele fica.

O governador é ex-juiz federal, conhecedor do que diz a lei. Até agora, o que saiu na imprensa foram apenas declarações, acusações vazias. Não há qualquer prova material do que está sendo colocado contra o secretário”, disse um secretário ouvido sob condição de anonimato.

Por Yuri Almeida do Atual7

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Três pessoas morrem em acidente grave na BR-316 entre Timon e Caxias


Três pessoas morreram em um acidente grave na BR-316, no trecho entre as cidades de Timon e Caxias, por volta de 20h desta quarta-feira (22).

O acidente, que ocorreu a 8 km de Timon, envolveu os veículos Renault Sandero, de cor branca e placa PSA-4810, de São Luís, e um caminhão Mercedes Benz, de cor amarela e placa BUD-1659, de Teresina/PI.

Segundo informações do 7º Batalhão de Bombeiros Militar, em Timon, que atendeu a ocorrência, os três mortos estavam no veículo Renaut Sandero, que ficou com a lateral destruída.

Uma das vítimas ficou presa às ferragens e os bombeiros tiveram de cortar partes do veículo para retirá-la.

Os nomes dos mortos ainda não foram divulgados.

Segundo informação passada ao blog, mas não confirmada, o motorista do veículo Renault seria um advogado que residiria na cidade Codó.

Mais detalhes deverão ser divulgados pela PRF às primeiras horas da manhã desta quinta-feira (23).

Tragédia na segunda-feira (21) no mesmo trecho

Na tarde de segunda-feira (21), um grave acidente no km 606,4 da BR-316, próximo a cidade de Timon, deixou uma pessoa morta.

Por volta das 15h40, um automóvel Toyota/Corolla trafegava sentido decrescente da rodovia BR-316, de Teresina para Caxias, quando o condutor, Wesley Chaves Coutinho, de 28 anos, perdeu o controle do veículo, derrapou e colidiu violentamente a lateral do Corolla na frente de uma carreta bitrem, que trafegava no sentido contrário.  O velocímetro do Corolla travou em 220 km/h.

O motorista chegou a ser socorrido, mas terminou morrendo em um hospital de Teresina/PI. Ele morava em Caxias e era motorista do filho da deputada Cleide Coutinho.

Do Blog Gilberto Lima

Ministério Público Federal no Maranhão ajuíza ação contra novas regras para concessão de registros de armas


O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão, por meio da Procuradoria da República no Município de Imperatriz, ajuizou, nesta terça-feira (21), ação civil pública (ACP) com pedido de liminar para que o Decreto 9785/2019 seja suspenso integralmente e, da mesma forma, os atos decorrentes de seus efeitos, mais especificamente a emissão de Certificado de Registro de Armas de Fogo (Craf) sem a análise prévia, específica, pessoal e individualizada acerca do requisito legal de efetiva necessidade.

Para o MPF, o Decreto, de 7 de maio de 2019, que editou novo regulamento ao Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826, de 2003), altera, de forma ilegal e inconstitucional, a política pública relativa à posse, comercialização e porte de armas no país. Além disso, a permissão ampla de posse e porte de armas de fogo, afronta as bases científicas que reiteradamente demonstram que a expansão do porte de armas, longe de reduzir a violência, é prejudicial à segurança pública.

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2018, publicado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em 2017, o Brasil alcançou a marca histórica de 63.895 homicídios. Isso equivale a uma taxa de 30,8 mortes para cada 100 mil habitantes, ou seja, ao menos 30 vezes maior que os índices europeus. Segundo o Ipea (Atlas da Violência 2018), em 1983, 36,8% do total de homicídios foi cometido por algum tipo de arma de fogo. Essa participação foi crescente até que em 2004, após entrar em vigor o Estatuto do Desarmamento, atinge a marca de 70,7%. A partir de então, a participação se estabiliza em torno de 71%. A partir desse dado, estudos apontam que, caso não houvesse a limitação da posse e porte de armas, entre 2004 e 2013 teriam ocorrido mais 160 mil mortes violentas no país.

No Maranhão, ao contrário da média nacional, que manteve as taxas de homicídios por arma de fogo relativamente estáveis a partir do ano de 2003, verificou-se um aumento significativo no índice. O Mapa da Violência 2016 – Homicídios por Arma de Fogo no Brasil, de autoria de Júlio Jacobo Waiaselfis – mostrou que, no período compreendido entre 2004 e 2014, os índices relativos a mortes por armas de fogo no estado mais que quadruplicaram, saltando de 355/100 mil habitantes no ano 2004, para 1.658/100 mil habitantes no ano de 2014.

A ACP destaca também que o aumento do número de armas de fogo agravará o cenário de assassinato sistemático da população negra, jovem e masculina, além de outros segmentos importantes da sociedade, o que revela o impacto desproporcional da medida, caracterizado pela discriminação indireta. Em 2016, 71,5% das pessoas que foram assassinadas no país eram pretas ou pardas.

Pedidos – Além da suspensão dos processos de análise e concessão de novos Crafs, até a análise do mérito da ação, o MPF requer a declaração de ilegalidade do decreto 9.785/2019, com a consequente proibição da Delegacia da Polícia Federal em Imperatriz (MA) de deferir pedidos de Crafs sem a análise prévia, específica, pessoal e individualizada do requisito legal de efetiva necessidade, devendo adotar a sistemática prevista pela redação original do decreto 5.123/2004.

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Após esfaquear ex-namorada, ex-militar invade igreja e mata quatro pessoas a tiros em Paracatu (MG)


Na noite dessa terça-feira (21), um homem entrou na Igreja Batista Shalom, situada no Bairro Bela Vista, em Paracatu (MG), e disparou vários tiros de arma de fogo contra cerca de 20 pessoas que participavam de uma reunião no templo religioso.

Informações preliminares dizem que dois idosos foram mortos com tiros na cabeça, sendo que um deles é o pai do pastor. 

Antes de ir até a igreja, o homem, identificado como Rudson Aragão Guimarães, ex-militar da aeronáutica, teria ido até a casa da sua ex-namorada e a agrediu com uma facada no pescoço. Ela não resistiu e morreu no Hospital Municipal.

Rudson era membro da igreja, mas a frequentava esporadicamente aos cultos. A Polícia Militar informou que ele já teve problemas com droga e, segundo o tenente-coronel Luiz Magalhães, do 45ª Batalhão de Polícia Militar de Paracatu, “tudo que indica que ele passou por um surto”.

Após o tiroteio na igreja evangélica, o homem fez uma mulher refém, e, logo que a Polícia Militar chegou no local, ele a assassinou. Policiais dispararam contra o suspeito, que foi encaminhado em estado grave para o hospital.

O pastor da igreja conseguiu fugir do local com vida, mas sofreu uma fratura no tornozelo durante a fuga.

Polícia Militar se manifesta

Segundo o major da PM, Flávio Santiago, o autor do ataque foi até a casa da mãe dele e esfaqueou a ex-namorada com um golpe no pescoço. Ela morreu no local.

Em seguida, ele foi até uma igreja batista da cidade, onde ocorria uma reunião fechada com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre 36, ele atirou na cabeça de um senhor que estava no local.

Em seguida, ele recarrega e atira na cabeça de uma senhora. A PM chega no local e, ao perceber a presença dos militares, ele dispara mais uma vez e acerta na cabeça outra mulher que estava na igreja. Com isso, as três pessoas morreram no local.

“Se a PM não chegasse, o ataque poderia ter sido muito pior”, relata o major.

Corpo de Bombeiros se manifesta

Segundo o CBMMG da cidade de Paracatu-MG,o “2º Pel/2ª Cia/12º BBM (Patos de Minas-MG) foi acionado para atendimento a ocorrência de múltiplas vítimas onde o autor, por motivos que serão apurados, agrediu sua companheira a facadas e logo após se dirigiu até a uma igreja evangélica (Batista) e disparou com arma de fogo contra 3 pessoas sendo contido também a tiros pela PMMG”.

Os bombeiros revelam que primeiramente conduziu a ex-companheira do autor dos tiros ao PS do Hospital Municipal, que morreu em seguida. Logo em seguida outra vítima também foi conduzida ao Hospital, que também não resistiu e veio a óbito.

As outras vítimas foram conduzidas por ambulâncias da prefeitura municipal onde repetiram os quadros de PCR e morreram.

Ainda segundo a corporação, Rudson se encontra entubado no hospital.

No total, 5 pessoas morreram nos ataques do ex-PM. Uma vítima de agressão por arma branca, 4 por disparo de arma de fogo, além de uma de trauma por fratura em membro inferior.

Com informações do Mais Minas

terça-feira, 21 de maio de 2019

Polícia Federal deflagra Egypto contra pirâmide de criptomoedas

Somente uma das contas da empresa alvo da operação teria recebido créditos de mais de 
R$ 700 milhões entre agosto de 2018 e fevereiro de 2019

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal do Brasil (RFB) deflagraram, nesta terça-feira 21, a Operação Egypto, que investiga instituição financeira que atua sem autorização do Banco Central. A ação teve o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

Cerca de 130 policiais federais, 20 servidores da Receita e seis policiais civis participaram da ação, em cumprimento a 10 mandados de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão nas cidades gaúchas de Porto Alegre, Novo Hamburgo, Esteio, Estância Velha, Campo Bom; Laguna e Florianópolis no estado de Santa Catarina; e em São Paulo, capital paulista. Também foram expedidas ordens judiciais de bloqueio de ativos financeiros em nome de pessoas físicas e jurídicas, de dezenas de imóveis e a apreensão de veículos de luxo.

O inquérito policial foi instaurado em janeiro de 2019, para apurar a atuação de uma empresa com sede em Novo Hamburgo. Ela estaria captando recursos de terceiros, sem a autorização dos órgãos competentes, para investimento no mercado de criptomoedas. A empresa assumia o compromisso de retorno de 15%, ao menos, no primeiro mês de aplicação.

Conforme levantamentos da Receita Federal, uma das contas da empresa teria recebido créditos de mais de R$ 700 milhões entre agosto de 2018 e fevereiro de 2019. Os sócios da instituição financeira clandestina apresentaram evolução patrimonial de grande vulto, que, em alguns casos, passou de menos de 100 mil para dezenas de milhões de reais em cerca de um ano.

Além dos crimes de operação de instituição financeira sem autorização legal, gestão fraudulenta, apropriação indébita financeira, lavagem de dinheiro e organização criminosa, o inquérito apura o envolvimento de pessoas que teriam tentado obter informações sigilosas da investigação e que foram identificadas.

De acordo com a PF, a operação foi denominada Egypto pela similaridade da palavra com o termo “cripto” e pelo fato de que o negócio da empresa foi classificado por terceiros como de “pirâmide financeira”.

Por Yuri Almeida do Atual7

domingo, 19 de maio de 2019

Presidiário morre em confronto com policiais em Capinzal do Norte

O suspeito ignorou a ordem de parada e fez disparos de arma de fogo contra os policiais. Os PMs revidaram e Marcos Novais acabou baleado.
Marcos Vinicius Novaes no momento que recebia antedimento no Socorrão. FOTO: Policia Militar


O presidiário identificado como como Marcos Vinicius Novais, morador do bairro Codó Novo, na cidade de Codó, morreu após troca de tiros com policiais na cidade de Capinzal do Norte, a 276 km de São Luís, nesse sábado (18).

Marcos Novais havia sido beneficiado com a saída temporária de Dia das Mães. Ele não retornou para a unidade prisional dentro do prazo estabelecido pela justiça.

Segundo a PM, a equipe recebeu informações de que dois homens haviam acabado de roubar uma motocicleta e pertences de uma vítima em Santo Antônio dos Lopes. A guarnição se deslocou até a BR-135 no intuito de localizar os suspeitos.

Nas proximidades do povoado Califórnia, os policiais cruzaram com os criminosos em duas motocicletas. Um deles abandonou o veículo e fugiu pela mata e o outro continuou pela estrada, na tentativa de escapar dos policiais.

O suspeito ignorou a ordem de parada e fez disparos de arma de fogo contra os policiais. Os PMs revidaram e Marcos Novais acabou baleado.

A guarnição solicitou socorro, mas ele morreu após ser transferido para o Hospital Regional de Presidente Dutra.

A Polícia Militar informou que o veículo usado pelos suspeitos era roubado e estava sendo usado na prática de assaltos na região.

As duas motocicletas foram entregues na Delegacia de Polícia Civil de Santo Antônio dos Lopes para serem tomadas as medidas cabíveis.

Papa Francisco diz que liberdade de imprensa é vital

O papa Francisco fez homenagens, neste sábado (18), a jornalistas assassinados no exercício da profissão, afirmando que liberdade de imprensa é um indicador-chave da saúde de um país.

Em discurso à Associação de Imprensa Estrangeira na Itália, ele pediu que jornalistas evitassem notícias falsas e continuassem a relatar a situação difícil de pessoas que não estavam mais aparecendo nas manchetes, mas continuavam sofrendo, mencionando especificamente as etnias Rohingya, minoria muçulmana apátrida de Mianmar, e Yazidi, iraquianos perseguidos pelo grupo extremista Estado Islâmico.“Ouvi sofrendo as estatísticas sobre seus colegas mortos enquanto faziam seus trabalhos com coragem e dedicação em tantos países, relatando o que estava acontecendo em guerras e outras situações dramáticas nas quais tantos irmãos e irmãs do mundo vivem”, disse.

Francisco havia acabado de ouvir a presidente da associação, Patricia Thomas, da televisão da Associated Press, falar sobre jornalistas assassinados, presos, feridos ou ameaçados pelo trabalho que fazem. Ela mencionou Lyra McKee, morta a tiros cobrindo uma manifestação na Irlanda do Norte, a jornalista maltesa Daphne Caruana Galizia, morta em um carro-bomba em 2017, além do colunista do Washington Post Jamal Khashoggi, assassinado no consulado saudita de Istambul no ano passado.

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Ex – prefeito de Dom Pedro confirma pré -candidatura a prefeito em 2020. Foto


Em contato com a reportagem do Blog do Zaidan, o ex – prefeito de Dom Pedro, Hernando Macedo (PCdo B) confirmou sua pré – candidatura a prefeito da cidade Dompedrense em 2020.

O cenário regional para a disputa das eleições de 2020 começa a ser desenhado e novos nomes na corrida eleitoral começam surgir: Rosa Nogueira ( Com apoio do Marido Farys Miguel), Antonio Pereira e Antonio Vieira , já confirmaram sua pré-candidatura e Hernando Macedo que após um período de indecisão, ele revelou que disputará sim o cargo de prefeito de Dom Pedro.

“Sou pré-candidato e quero ser prefeito de Dom Pedro mais uma vez e ao meu lado, quero amigos".

“Minha candidatura está consolidada e mais uma vez estarei lançando meu nome como pré – candidato a prefeito em 2020 pelo município de Dom Pedro”. Disse Hernando Macedo.

Gripe já matou 99 pessoas no Brasil; vacinação segue até 31 de maio


Até 27 de abril, pelo menos 535 pessoas foram hospitalizadas este ano no Brasil por síndrome respiratória aguda grave causada por influenza e 99 morreram em decorrência do quadro.

De acordo com o Ministério da Saúde, do total de óbitos, 90% ocorreram em pessoas que já apresentavam fatores de risco para a gripe, como idosos, pacientes com doença crônica, crianças, gestantes, indígenas e puérperas.

O novo boletim epidemiológico revela que o vírus H1N1 é predominante no país, até o momento, e responsável pela maior parte das mortes por influenza – sozinho, ele responde por 254 casos e 89 óbitos. Foram identificados ainda 54 casos de influenza A (H3N2); 38 de influenza A não subtipado; e 62 casos de influenza B. Outros 127 casos, segundo a pasta, ainda não tiveram o subtipo identificado.

Ainda de acordo com o levantamento, nos primeiros meses de 2019, a circulação de vírus do tipo influenza se deu com maior intensidade e de forma localizada no Amazonas, que registrou 139 casos e 35 óbitos. O estado de São Paulo também se destaca, com 107 casos e 7 óbitos.

Outros estados registraram mortes são: Paraná (11); Pará (7); Espírito Santo (6); Tocantins (5); Rio Grande do Norte (4); Ceará (3); Rondônia (3); Acre (2); Alagoas (2); Sergipe (2); Rio de Janeiro (2); Santa Catarina (2); Mato Grosso do Sul (2); Amapá (1); Bahia (1); Minas Gerais (1); Rio Grande do Sul (1); Mato Grosso do Sul (1), além do Distrito Federal (1).

Campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no dia 10 de abril e segue até 31 de maio em todo o país. Devem receber a dose trabalhadores da saúde; indígenas; idosos; professores; pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico; população privada de liberdade, incluindo jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e profissionais das forças de segurança e salvamento.

O último balanço da vacinação mostra que, até a última terça-feira (7), 45,3% da população prioritária havia sido imunizada. Entre os grupos, as puérperas registraram maior cobertura vacinal (64,3%), seguido por idosos (52,5%), gestantes (51,2%), crianças (48%) e indígenas (45,1%).

Os grupos que menos se vacinaram foram profissionais das forças de segurança e salvamento (10,9%), população privada de liberdade (11,9%), pessoas com comorbidades (34,3%), funcionários do sistema prisional (35,8%), trabalhadores de saúde (40,3%) e professores (41,2%).

Repórter da Agência Brasil

Radialista acusa prefeito de Imperatriz de agredi-lo com socos e pontapés


O prefeito de Imperatriz, no sul do Maranhão, Assis Ramos (DEM), agrediu o jornalista Justino Filho, um dos maiores críticos da gestão, dentro da sede da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (SEDEL), na Rua Coriolano Milhomem, no centro da cidade.

O fato aconteceu na manhã desta sexta-feira, 10/05/19.

Justino disse que estava no local para fazer uma visita ao secretário, Weudson Feitosa dos Santos, quando foi surpreendido pelo prefeito, que chegou e desferiu um soco, que atingiu o rosto do jornalista, abrindo um corte.

Nota do prefeito


"Minha gente, antes de tudo, meu sincero pedido de desculpas, mas a longa sequência dos fatos, de agressões e tentativas de achaques, sinceramente, me tiraram do sério. 

Por último, de ontem para hoje, no lamaçal das redes sociais, esse elemento de larga folha policial, quadrilheiro em inquérito da Polícia Federal, vinha atentando contra a honra da minha família, deturpando e descontextualizando imagens. 

Hoje, na Sedel, onde o encontrei, ele foi em busca do que muitas das suas vítimas ja lhe deram: dinheiro para aliviar seu assédio criminoso. 

Não temo as maledicências dele. 

Eu não AGI. Eu REAGI. 

Antes, eu vinha buscando a proteção da minha honra na Justiça, mas ele não respeita nada da lei e das sentenças. 

Que se apurem todos os fatos." - Assis Ramos 

Vídeos feito pelo jornalista

Fonte: Jornal Pequeno

terça-feira, 7 de maio de 2019

Mega-Sena, concurso 2.149: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 275 milhões



Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena, realizado às 20h (horário de Brasília) desta quarta (8) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 21 - 23 - 37 - 44 - 46 - 48.

A quina teve 496 acertadores; cada um levará R$ 35.200,20. Outros 32.880 apostadores acertaram a quadra; cada um receberá R$ 758,57.

O próximo concurso (2.150) será no sábado (11). O prêmio está acumulado em R$ 275 milhões.